Trocando fotos com estranhos com o app Tworlds

tworlds 01

Há alguns anos li no Hoje É Um Bom Dia a resenha de um aplicativo pra iPhone chamado PhotoSwap, onde você poderia tirar uma foto e enviá-la para qualquer usuário do mesmo aplicativo, aleatoriamente. Assim que o usuário a recebesse, ele poderia responder com outra foto ou simplesmente ignorá-la. Mas em 2008, ano em que o app ainda era novidade, somente milionários possuíam smartphones no Brasil e eu não pude entrar na brincadeira.

Recentemente comprei meu primeiro “celular do Século XXI” – como gosto de chamá-lo – mas assim como o Chatroulette, o PhotoSwap também se transformou em uma fototeca virtual de pirocas ao longo de meia década. É isso o que acontece quando você pode usar anonimamente qualquer serviço na internet intermediado por uma câmera: na falta de uma pessoa pra quem mostrar sua piroca, por que não mostrá-la pro mundo todo?

Continuar lendo

Qual é o seu conceito de “inaugural”?

Professor Pasquale
Qual é o seu conceito, hein?

Consta nos dicionários a seguinte definição da palavra:

adj. Que se pode referir à inauguração: formalidade inaugural.
Que denota o início; que causa o início de; inicial: seminário inaugural.
Utilizado para inaugurar; inaugurativo.
(Etm. inaugur(ar) + al)

Portanto podemos entender que “inaugural” é algo que dá início, como por exemplo, aquela aula especial que acontece todo semestre na minha faculdade. Na verdade é uma palestra com algum profissional da área, mas ok.

Só que tem o pequeno detalhe de que a aula inaugural foi hoje, dia 10 de março, sendo que o semestre começou há mais de um mês. Durante esse tempo já tivemos muitas aulas, entregas de trabalho, provas marcadas e reuniões sobre o trabalho final.

A dúvida que fica é: essa aula inaugurou exatamente o que?

Escrever faz uma puta falta

promessa

De todas as coisas que eu já fiz nessa internet (e olha que já vão fazer dez anos como produtor de conteúdo), a coisa que eu mais me arrependi de ter abandonado foi esse blog. Sejamos francos: esse blog tava abandonado sim. É só ver o número de posts.

Quando eu escrevi meu último texto sobre procrastinação, em novembro de 2012, prometi que tentaria escrever 3 textos por mês. Durante os doze meses seguintes, consegui até mesmo superar essa média porque eu estava realmente empenhado em escrever estórias para vocês (algumas bem desgraçadas, por sinal).

Continuar lendo